5 fatos chocantes que você deveria saber sobre Ouro Preto

Hoje eu vou falar sobre um dos lugares que possui umas das culturas mais fascinantes e ao mesmo tempo mais chocantes que já vi: Ouro Preto em Minas Gerais! Se você gosta de lazer, entretenimento, agitação, ouro, arte, cultura, história, arquitetura, religião, belezas naturais e até mesmo aventuras, você está no lugar certo!

Para começar, esqueça todas as paisagens que você costuma ver em seu cotidiano e se imagine em um livro de História do Brasil. Isso mesmo! Ao entrar em Ouro Preto é como se você tivesse viajado em um túnel do tempo e ido direto para os primórdios da história do Brasil, na época da escravidão!

IMG_7086

A cultura dessa cidade é muito deslumbrante! Não é atoa que para onde você olha há turistas de várias partes do mundo. O turismo constitui-se como a principal atividade econômica da cidade. O mais intrigante é ver como a cidade preserva o visual e a arquitetura histórica, em sua maioria estilo rococó:

IMG_6152

O grande diferencial de Ouro preto é que em determinados lugares você acha que está no século XVIII e de repente você volta para os dias atuais. Você entra em um restaurante, aparentemente bem pequeno com um visual moderno, de repente você anda mais um pouco até o final dele e se depara com uma descida para o acesso a segunda parte do restaurante no subterrâneo. Alguns desses lugares eram usados como antigas senzalas, onde ficavam os escravos.

Imagine você andando em uma praça com seus amigos e de repente encontra umas correntes bem grossas na sua frente. Segundo alguns dos guias locais, aquelas correntes eram utilizadas para prender os escravos, “rebeldes” e outros prisioneiros!

44207_271622466273804_1299956674_n

1. Segredos das minas de ouro

Na cidade há muitas minas e optamos por visitar a Mina Jeje. Fomos guiados pelo simpático guia turístico Hanster Silva. Nessa mina, os escravos costumavam trabalhar cerca de 14 horas seguidas diárias. Se você prestar bem atenção, a entrada da mina não é em linha reta, e sim em zig-zag. De acordo com Hanster, os fiscais daquela época, que faziam a “auditoria” da mina, não iam muito para dentro da mina porque eles não queriam se perder. Logo, os mineiros (donos das minas) conseguiam sonegar impostos escondendo ouro onde os fiscais não chegavam.

IMG_7083 Sem título IMG_7081

A sensação é muito ruim, o ar é muito pouco dentro da mina, quase não consegui chegar até o final, o que prendeu foram as informações do guia, que eram muito ricas (valeu Hanster! Fez toda diferença no passeio). No vídeo, a seguir, que gravamos dentro dessa mina você pode ver um pouco do trabalho informativo e turístico do Hanster Silva da Mina Jeje:

E falando nisso, você sabe porque a cidade se chama Ouro Preto? Assista este vídeo com o Hanster Silva, gravado dentro da Mina Jeje, você vai se surpreender com a resposta:

2. Cidade do mestre Aleijadinho

A cidade foi palco dos principais acontecimentos da história do  Brasil: cenário da Guerra dos Emboabas e da Inconfidência Mineira. Ouro Preto foi também a cidade do mestre Aleijadinho, grande artista do período barroco que esculpia em estilo rococó e que também ficou conhecido mundialmente pela sua produção artística feita de pedra-sabão. A seguir, a casa do Aleijadinho em Ouro Preto:

IMG_7085    IMG_7080

Dentre as principais obras de Aleijadinho destaca-se a Igreja Nossa Senhora Do Carmo em Ouro Preto, como mostra a foto, a seguir. Uma dica para reconhecer as obras dele é que em todas as produções há marcas de anjos com cabelo cacheado, olhos esbugalhados e bochechas avantajadas!

Igreja_de_Nossa_Senhora_do_Carmo_-_Ouro_Preto anjos-sao-francisco

Foto: Wikipedia                                  Foto: Pedro Ângelo/G1

3. Tiradentes não foi morto na Praça Tiradentes

Isso mesmo, ele não foi morto nessa praça e sim no Campo da Lampadosa no Rio de Janeiro e as partes de seu corpo foram jogadas ao longo do percurso entre o Rio e a cidade de Vila Rica (atual Ouro Preto). A Praça Tiradentes é o local em que foi exposta a cabeça de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, conhecido como o defensor da independência, morto no ano de 1792 e apenas reconhecido como herói em 1898 após a proclamação da república. Essa praça e ponto central do completo histórico de Ouro Preto:

IMG_5855

Andando pela cidade, você tem a chance de ver a casa do Tiradentes – essa casa foi destruída após sua morte e sal foi jogado no terreno para que ele se tonasse infértil. Esta casa que você vai ver é uma reconstrução da casa original:

IMG_7077   IMG_7078

4. Pedra sobre pedra: o descanso dos escravos

Se deparar com estruturas tão diferentes daquelas das cidades grandes é pelo menos intrigante. Olhar para alguns muros e ver que todas aquelas pedras foram colocadas pelos escravos no horário de folga deles me faz pensar no conhecimento de engenharia prática nunca reconhecido! É isso mesmo, quando os escravos descansavam, eles colocavam pedra sobre pedra, daí que surgiu aquele famoso ditado popular “Enquanto descansa, carrega pedra”. Olhe este muro a seguir, todo construído pelos escravos da época:

IMG_5872    IMG_7088

5. A Praça do Suspiro

Essa é a praça onde a Marília de Dirceu e o Tomás Antônio Gonzaga costumavam namorar, ou melhor, suspirar. Cada um se sentava de um lado da praça e namoravam a distância!

IMG_7084

Essas foram alguns dos destaques da encantadora Ouro Preto. Essa cidade esconde muitos segredos e muito Ouro. Quem sabe você visita a cidade e tem a sorte de ficar rico?

Mais informações obre Ouro Preto: Ouro Preto: onde todo dia é histórico

Anúncios

16 comentários sobre “5 fatos chocantes que você deveria saber sobre Ouro Preto

    • Nossa que legal Jéssica! Eu adoro Ouro Preto e já estive lá umas 6 vezes ou mais por ai, acho que já perdi a conta! Essa sua lista de sugestões de livros para presentear ficou muito boa! Eu adoro o Orgulho e preconceito da Jane Austen! Obrigada pela visita!

      Curtido por 1 pessoa

  1. Raissa Guzella disse:

    Boa noite! Adotei Ouro Preto como lar há 10 anos e adoro este lugar! Somente uma correção, as ruas não foram calaçadas por escravos, à época o calçamento era só terra mesmo, com exceção de pouquíssimas que hoje nem mais conservam o calacamento feito pelos escravos… O calçamento tal qual é hoje veio apenas em meados do século XX.

    Curtir

    • Maria Castanheira disse:

      Olá, tb sou de O.P. e se voltarem lá um dia, reparem que há ruas que ainda preservam calçamentos da época, em ruas que são mais afastadas do centro histórico. E até pouco tempo, mesmo no centro,na rua ao lado da Igreja de São Francisco de Assis ainda havia, alguns chamam-nas “cabeça de nego”, são pedras redondas, irregulares e escorregadias. Bjnhs.

      Curtir

      • Oi Maria! Essa questão apresenta algumas controvérsias! Há pessoas que digam que sim e outras falam que não. Resolvi tirar essa parte do calçamento, pois não posso afirmar com propriedade se há ou não! Agradeço muito as contribuições de vcs! Fico muito feliz em ter a participação dos leitores nos posts!! Seja muito bem vinda Maria!

        Curtir

  2. Joaquim disse:

    Vânia, parabéns pela matéria! Ouro Preto e tudo isso é muito mais… Uma viagem na história, mas também um mergulho nos dramas humanos ali vividos ontem e hoje! Por detrás destes casarões tricentenarios escondem outras faces ouropretanas que merecem ser contempladas: um berço acadêmico liderado pela Ufop e o submundo das drogas, do álcool e da prostituicao em algumas repúblicas; uma concentração de recursos, advindos do turismo, nas mãos de poucos e a gritante e eterna escravidão na periferia, onde reina a pobreza, o desemprego. Ouro Preto nos encanta… Ali se respira o Brasil Colônia: o ouro para o rei e, para as montanhas de Minas, o eco dos gemidos agonizantes dos pobres eternamente escravos!

    Curtir

    • Oi Joaquim tudo bem? Sim, existe essa outra face como em varios lugares aqui no Brasil. Ano passado, em 2014, fui apresentar um trabalho de uma disciplina do mestrado em um congresso no campus da UFOP. Lá eu soube um pouco sobre o que acontece em algumas repúblicas. Bem triste! Mas é como eu falei, Ouro Preto é cheia de segredos! Obrigada pela visita!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s